Liberdade pra Empreender no Brasil

Liberdade pra Empreender no Brasil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O presidente eleito Jair Bolsonaro no seu discurso da vitória comentou sobre o Empreendedorismo no Brasil:

“Liberdade pra Empreender. Vamos desburocratizar, simplificar e permitir que o cidadão, o empreendedor tenha mais liberdade para criar e menos dificuldades para construir o seu futuro.”

No dia 19 de agosto durante o primeiro turno, eu fiz uma analise dos Planos de Governo e posicionamentos de todos os candidatos a Presidência de República para saber o que eles planejavam para o futuro do nosso Ecossistema Empreendedor Brasileiro.

Neste Estudo, o então candidato Jair Bolsonaro me chamou atenção porque escreveu no seu plano importantes menções e desafios sobre Startup, Empreendedorismo e suas variáveis, inovação Digital e Investimento na área. No total foram 13 citações que o deixou destacado entre os demais candidatos, como o que mais se preocupou com esse tema, principalmente no sentido de desburocratizar, simplificar e liberdade para Empreender.

Agora é hora de relembrar de parte do que escreveu no plano e acompanharcobrar nos próximos anos, as ações nesse sentido:

O Governo vai confiar nos indivíduos! O Governo recuará para que os cidadãos possam avançar. Menos Brasília, mais Brasil.

  • Criar um ambiente favorável ao empreendedorismo no Brasil.
  • As universidades, em todos os cursos, devem estimular e ensinar o empreendedorismo. O jovem precisa sair da faculdade pensando em como transformar o conhecimento obtido em oportunidades. Deixar de ter uma visão passiva sobre seu futuro.
  • As novas tecnologias e demandas da sociedade exigem uma profunda transformação das empresas e das relações de trabalho. Para colhermos os frutos desse movimento, precisamos implementar medidas que acelerem a modernização da nossa estrutura produtiva.
  • Ampla requalificação da força de trabalho para as demandas da “nova economia” e tecnologias de ponta.
  • Estímulos à inovação e ao investimento em novas tecnologias por meio de políticas “do lado da oferta”, tais como depreciação acelerada e abertura comercial imediata a equipamentos necessários à migração para a indústria 4.0.
  • Criação de “hubs” tecnológicos onde jovens pesquisadores e cientistas das universidades locais são estimulados a buscar parcerias com empresas privadas para transformar ideias em produtos.
  • Apoio a “startups” e “scale-ups” de alto potencial, sempre em parceria com instituições privadas do mercado de capitais.
  • Desenvolvimento e fortalecimento do mercado de capitais.

Leia o Plano todo aqui:http://divulgacandcontas.tse.jus.br/candidaturas/oficial/2018/BR/BR/2022802018/280000614517//proposta_1534284632231.pdf

Esperamos que o Brasil realmente dê um passo atrás, confie mais no cidadão, reduza de fato sua estrutura e a burocracia, cortando desperdícios e privilégios para que as pessoas possam dar muitos passos à frente.

O Brasil está entre os países mais empreendedores do mundo e sempre digo que: quem empreende no Brasil, por conta de toda a dificuldade, empreende em qualquer lugar do mundo. Por isso, precisamos finalmente de “desamarrar o Brasil”. De apoio e de medidas para simplificar, desburocratizar, fomentar e incentivar as iniciativas Empreendedoras para que tenhamos um País de Empreendedorese ajudar no Desenvolvimento Econômico, geração de renda e redução do desemprego no Brasil.

Assine a nossa newsletter

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Compartilhe este post com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Fechar Menu

Ei?! Espera...

Você Já Baixou o
nosso e-book?

150

Ferramentas e Aplicativos Para Vendas e Marketing