Analise Técnica de Investimento em Startups — Report: The Startup Analysis

Analise Técnica de Investimento em Startups — Report: The Startup Analysis
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Nos últimos dois meses, tenho enviado semanalmente uma newsletter que chegou a sua décima edição essa semana. Trata-se do Report [The STARTUP Analysis], conteúdo direcionado inicialmente para a minha base de contatos que se relacionam comigo ou que pediram para receber meus e-mails.

E quem me acompanha sabe o quanto eu me dedico a produção de conteúdos, em diferentes formatos, com objetivo e foco principal de colaborar e compartilhar conhecimento e aprendizados sobre o universo das startups, investimentos e Venture Capital.

Logo, este Report é elaborado para que os investidores (e futuros) e empreendedores de Startups, tenham acesso as minhas principais análises técnicas sobre rodadas em aberto de Startups, sobre minhas escolhas e perfil de negócios, além de insigths sobre o mercado de investimento em Venture Capital. Ou seja, a Newsletter apresenta três seções fixas: a análise do deck de uma startup, 5 startups que chamaram a minha atenção ao longo da semana e, por fim, um overview sobre acontecimentos gerais do mercado.

Assim como este público já está acostumado a receber reports e newsletter das casas de análise de investimento tradicionais como Empíricus, Eleven, Suno, entre outras, a ideia aqui é mandar algo na mesma linha, mas voltado para o universo das STARTUPS. E ainda com um grande diferencial, além da análise técnica da apresentação da startup, conto com o auxílio de uma ferramenta desenvolvida para mostrar o racional do valuation da Startup analisada. Este resultado o leitor encontra ao final do conteúdo, o que dá a cada um, total condição de realizar suas próprias reflexões e análises de forma fundamentada e com base em dados.

Lembrando que o valuation de uma startup representa o preço que algum investidor de risco está disposto a pagar para participar de um retorno futuro e incerto, quanto menos distante e menos incerto for essa possibilidade de retorno e quanto mais claro for os seus números, seus resultados e suas perspectivas, mais racional será o seu valuation e maiores serão as suas possibilidades de conseguir investidores. Simples assim.

As Startups analisadas precisam estar com seu deck público com dispensa de registro na CVM através de uma plataforma de crowdfunding ou ter solicitado ou registrado a analise através do link que está no final deste texto.

Por fim, deixo aqui meu convite para quem quiser receber este material cuidadosamente elaborado para fazer a diferença na rotina de quem busca por informações, opiniões com fundamento e imparcialidade sobre o ecossistema de Startups brasileiro. Basta clicar aqui!

Mas atenção, minhas análises nestes Reports não são recomendações de investimento, assim como o fato de eu dizer que não investiria, não significa que a Startup não é “investível”, nunca é demais lembrar!

Compartilhe este post com seus amigos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email