Enzivet

Olá amigos leitores, chegamos á nossa 10ª edição deste material que desenvolvi para compartilhar um pouco do meu processo de análise de startups e minha visão de mercado. Obviamente que para uma decisão de investimento é importante se aprofundar em alguns aspectos e informações que irão levar a conclusão de fazer ou não o investimento. Aqui passo pelos pontos principais e informações que você já consegue encontrar ao ler o deck de um negócio, mas é sempre importante conferir todos os materiais complementares como DRE, Fluxo de caixa, estrutura societária e outros.

Além disso, o feedback que vocês me trazem, faz total diferença para moldar o conteúdo da melhor forma possível, então novamente incentivo para que você conte um pouco sobre o que está achando, como podemos melhorar a sua experiência?

Na edição de hoje farei a análise de uma agtech com rodada aberta na plataforma de equiity crowdfunding SMU, com uma tese bastante diferente do que estou habituado a analisar. Meu intuito é mostrar um pouco de diferentes modelos de negócio. Seguindo, trago alguns destaques de startups que estão sob meu radar e finalizou com um pouco da minha visão sobre o momento do mercado.

Como sempre gosto de ressaltar, minhas análises aqui não são recomendações de investimento, assim como o fato de o João Kepler dizer que não investiria, não significa que a Startup não é “investível”. Meu foco é compartilhar conhecimento e apresentar as novidades dentro do ecossistema de startups.

 

Abraço e boa leitura.

1. ANÁLISE DECK

STARTUP: Enzivet

A Enzivet busca desenvolver e fabricar soluções homeopáticas com foco no bem estar animal e com preocupações de sustentabilidade em todo o processo. Conta com uma linha de mais de 20 produtos, já com autorização do ministério do meio ambiente para uso em produções orgânicas

Problema

A startup endereça sua solução para alguns problemas do mercado, principalmente as questões provenientes ao uso de medicamentos tradicionais. Elenca algumas situações, que no fundo derivam do uso de químicos para o cuidado animal, de forma que pode elevar desperdícios na produção, maiores doenças e prejuízos ambientais. A intenção parece se apoiar na tese da construção de uma produção mais ecológica, mas sem abdicar de uma maior rentabilidade.

Problema
Solução

Solução

Como o problema já introduzia, trazem como características da solução o foco em gerar economia para o produtor, que se converte em rentabilidade, mas ainda um impacto positivo no meio-ambiente. Sobre a redução de custos, pontuam que sua aplicação é simplificada e exige menos mão de obra, já do ponto de vista ambiental, destacam que as formulações são realizadas com ingredientes vegetais, minerais e biológicos. Nesta parte, senti muita falta de serem apresentados os produtos, qual o foco do negócio. A linha de medicamentos é muito ampla e com esta introdução da solução ainda é pouco claro o foco que a startup possui e o que ela consegue resolver. Em slides posteriores, apresentam o nome de todos os produtos, mas sem explicar minimamente pra que servem, um leitor que não seja um expert do mercado, não consegue ter claro sobre este aspecto.

Modelo de negócio

O modelo de negócio apresenta alguns aspectos, a receita recorrente me parece um pouco controversa, não faz tanto sentido falarmos de recorrência quando se tem a venda de um produto físico, a não ser que ele tenha um modelo de assinatura com um valor fixo para entregar para um consumidor frequente. Além da comercialização do produto de diferentes formas, possuem também uma linha de serviço, para capacitarem seus clientes a melhor forma de utilização do produto. Este tipo de negócio sempre me preocupa quanto á distribuição, ainda mais que no caso dele o manejo pode exigir alguns cuidados maiores, neste caso, as parcerias e canais são fundamentais para o ganho de capilaridade.

Modelo de negócio

Mercado

Trazem um dado de mercado total quebrando para a participação que acreditam conseguir obter do, mas senti falta de mais informações sobre o mercado em si. Qual a proporção da produção orgânica no total? Qual o valor transacionado em medicamentos? Algumas informações que poderiam gerar mais valor para o que o negócio está explorando. Este tipo de informação, no formato que foi apresentado, está trazendo pouca conclusão para a análise.

Mercado

Apesar de ter achado o design desta página do pitch um pouco confuso, conseguimos extrair diversas informações relevantes. Primeiro, olhando para o realizado, apontam o fato de terem mais de 140 clientes, o que gera a dúvida de entender o formato de compra destes clientes, se são recorrentes, vendas pontuais etc. Trazem também algumas métricas, como a margem EBITDA que atualmente está em 55%, bastante interessante para negócios que possuem custo de produção. Olhando para o futuro, planejam em 2022 faturarem R$ 2,6 Milhões, e buscam com os investidores um cheque de R$ 2 Milhões por 11% do negócio, ou seja, um valuation de R$ 18 Milhões.

Conclusão

Analisando o deck da Enzivet, apesar da forte vocação para inovação e desenvolvimento de soluções, diversas características do negócio se distanciam do mais comum para startup. O modelo me preocupa quanto a relação entre crescimento de vendas e necessidade de investimento, principalmente em CAPEX, o que vai justamente contrário a ideia de escalabilidade. Além disso, o ritmo de crescimento parece ser lento e o negócio com 5 anos de existência atingiu cerca de R$ 1,3 milhões de faturamento dentro de 1 ano.

Outro ponto que este tipo de negócio precisa ter de atenção, conforme já havia citado anteriormente, é a dificuldade em ganhar capilaridade, principalmente devido á distribuição e a capacidade produtiva. Um ponto que deve ser bem trabalhado é a criação de canais, estar presente em varejistas e outros que já estão presentes e disponíveis para a ponta.

Por fim, é o tipo de inovação que exige uma educação do mercado, ou seja, é uma nova maneira de encarar algo que já consolidado, em um setor marcado por ser tradicional e um pouco resistente á mudanças, o que pode causar dificuldade em tracionar a adesão. Um ponto que vejo como bastante favorável é a expansão da tese ESG, que é uma grande tendência e a startup tem um viés forte neste sentido.

Para complementar, utilizei minha ferramenta de valuation para ter uma visão de “preço” do negócio. Considerando as características da startup, algumas premissas tomam um viés mais conservador, chegando ao seguinte resultado:

Esse valuation é o pre-money, considerando o round de R$ 2M, o valuation post-money neste caso seria de R$ 13,3M, 27% de desconto em relação ao valuation de R$ 18M que a startup está propondo. Essa diferença e também levando em conta a velocidade de crescimento que o negócio vem apresentando, considero que o valuation de R$ 18M está elevado para o momento atual do negócio. Caso queira testar ou utilizar a minha ferramenta, ela está disponível pelo link:

https://valuation.sme.com.br/#/home

Considerando os aspectos apresentados, não é um negócio que eu pessoalmente investiria. Acredito que possa fazer bastante sentido para players experientes do agro, eventualmente com alguma sinergia estratégica que possa agregar á capilaridade do negócio e que assim terão uma capacidade de potencializar o resultado da empresa, que não vem em um ritmo muito acelerado.

Desejo grande sucesso a todo time da Enzivet em sua captação no site da SMU e quem desejar analisar mais detalhes ou até mesmo aportar nesta oportunidade, pode acessar o deal pelo link abaixo:

https://smu.com.vc/oferta/enzivet

Lembrando, essa não é uma recomendação de investimento e é fundamental que você sempre realize as suas próprias análises antes da tomada de decisão.

2. CINCO STARTUPS TO WATCH

Destaco ainda alguns negócios que me deparei recentemente e acredito que valem a atenção de todos:

1. BR Polen

Solução para compra e venda de resíduos, proporcionando uma valoração e melhor destinação através de logística reversa.

2. Turn2C

Plataforma para realização de operações de consórcio, utilizando de inteligência para levar os melhores produtos para os operadores do segmento.

3. Smart School

Solução de comunicação escolar, com funções que visam facilitar toda a jornada aluno – responsáveis – educador.

4. Incognia

Software de segurança digital focada em validação digital em um processo sem fricção.

5. Zaply

Plataforma para otimizar o marketing de conteúdo para alimentos, introduzindo o conceito recipe2basket.

3. OVERVIEW DO MERCADO

Na última semana, o Crunchbase, uma das principais plataformas de dados e notícias do mercado global de startups divulgou um novo report, atualizado com as informações de maio. Seguindo a tendência desde o início do ano, maio novamente apresentou uma queda no volume de capital investido em Venture Capital, mas tem algumas informações que devem ser destacadas: apesar de ter tido uma queda, maio de 2022 ainda é 34% superior ao que foi maio de 2020 e 20% inferior a maio de 2021, ou seja, não é um resultado que necessita pânico. Quando nichado por estágio de investimento, o Seed ficou 11% acima da média mensal de 2021, que mostra a resiliência que o early stage vem tendo neste momento. E como último ponto do report destacam exatamente a oportunidade que este momento traz para os investidores bem capitalizados, que podem aproveitar da correção de valuation para conseguirem melhores investimentos.

Em vista dessa desaceleração, continuam surgindo as notícias de startups cortando custos e despesas, para conseguirem equilibrar melhor suas finanças e prolongar o caixa que possuem. Um reflexo que pode ocorrer é também uma diminuição dos custos de mão de obra, principalmente tech, que com sua alta demanda, também vinham em uma vertical acelerada de crescimento. Esta maior disponibilidade de mão de obra capacitada e a um menor custo, pode acabar beneficiando as empresas tech que estão conseguindo crescer e expandir seus times.

Por fim, importante mencionar que uma via que continua bastante aquecida é a de fusões e aquisições. Com corporações bem capitalizadas e startups em situações mais frágeis, ou seja, mais dispostas a negociações, o número de aquisições deve continuar acelerando e acredito que veremos também muitos casos de fusão, levando a uma consolidação de alguns segmentos.

Bons investimentos para todos e até a próxima semana.

4. PITCH REACT

Quer mais conteúdo em outro formato? Se ainda não conhece e para todos aqueles que já acompanham, não deixe de assistir ao PITCH REACT no meu canal.

Semanalmente as quartas à noite serão apresentados novos vídeos, meu objetivo é mostrar como eu reajo a apresentações de diferentes startups.

A ideia é que, ao mostrar os erros e acertos dos empreendedores – e um pouco da visão do investidor diante deste tipo de apresentação, quem esteja assistindo consiga absorver os aprendizados que precisa para inserir na sua própria jornada.

Se você não quer perder nenhum episódio, não se esqueça de se inscrever no meu canal e ativar as notificações!

Assista ao último vídeo: https://youtu.be/11QsARRKm1c

Se você é uma startup e quer ser analisada e/ou aparecer aqui e ser analisada no The STARTUP Analysis:

Se você é uma startup e quer aplicar para a possibilidade de receber investimento na Bossanova:

Quer ler as ANALISES anteriores:

Esse Report não é uma recomendação de investimento e muito menos pedido de investimento. Antes de investir em Startups é importante observar os altos riscos envolvidos, verificar a legislação e a regulação vigente. Da mesma forma, antes de realizar qualquer investimento, sempre faça as suas próprias análises.