SuperOpa

Estamos passando por um momento de turbulência que, para aqueles com liquidez disponível, pode significar um grande gap de oportunidades. Olhando pela ótica interna de startups, as que conseguirem se capitalizar, terão uma força de crescimento em um momento em que os concorrentes estão fragilizados. Ou seja, um oceano “mais azul” a ser navegado. Além disso, a diminuição de valuations e dificuldades de caixa, podem facilitar um deal de M&A, podendo levar a uma consolidação em que os mais capitalizados saem em extrema vantagem. Vendo pela visão do investidor, esse desconto de valuations traz a oportunidade para que sejam realizados bons deals pagando um menor preço, vista que o investimento é de longo prazo, possivelmente o exit ocorrerá em um outro momento do ciclo, no qual o mercado pode já estar aquecido, potencializando ainda mais os múltiplos de retorno.

Claro que em momentos de maior cautela no mercado, as análises precisam ser mais cuidadosas e se baseando em premissas conservadoras. Para contribuir um pouco com minha visão, mostro um pouco do meu racional de análise aqui neste material.

Na edição de hoje, farei a análise de uma startup que já acompanho há um tempo, visto que foi investida pela Bossanova: a SuperOpa. Neste momento eles estão com rodada aberta na plataforma de equiity crowdfunding SMU.

E como sempre gosto de ressaltar, minhas análises aqui não são recomendações de investimento, assim como o fato de o João Kepler dizer que não investiria, não significa que a Startup não é “investível”. Meu foco é compartilhar conhecimento e apresentar as novidades dentro do ecossistema de startups.

Abraço e boa leitura.

1. ANÁLISE DECK

STARTUP: SuperOpa

A SuperOpa é uma plataforma, que para as indústrias e varejistas, entrega um canal de venda para produtos próximo ao vencimento, diminuindo desperdício e sendo uma nova fonte de receita e para o usuário pessoa física é um e-commerce com produtos de custo inferior, visto seu menor shelf life.

Problema

Um dos principais problemas endereçados pela startup é relativo ao desperdício de alimentos em contrapartida o gigante número de pessoas com dificuldade na aquisição de alimentos. A ideia da startup é diminuir o desperdício fazendo com que pessoas de classes de baixa renda consigam consumir a um menor custo. O problema é nobre e com forte apelo social, uma tendência interessante, que a startups conseguindo de fato ser uma solução efetiva, enxergo um enorme potencial.

Problema
Solução

Solução

A solução desenvolvida para tentar atacar este problema foi um app simples e leve, capaz de funcionar de forma plena em smartphones mais simples e consumindo uma baixa banda de internet. A partir do app é possível realizar todas as compras e acompanhar o ciclo de entregas. Além disso, a startup estruturou um complexo de armazenagem e logística para que consiga operar um elevado volume de cargas. Por fim, para fechar esse ciclo operacional, desenvolveram um modelo de instalação de containers em comunidades, para serem a ponta de entrega, fazendo os produtos chegarem mais facilmente a este público carente e com um menor custo logístico.

Modelo de negócios/Resultado

O modelo da startup consiste em dois formatos: O primeiro é a intermediação das vendas, assim como outros marketplaces tradicionais é cobrado um fee sobre a transação. O segundo modelo é a venda direta do produto, onde a SuperOpa realiza a compra, faz toda a logística e vende na ponta, gerando assim uma receita direta de venda. Até o Q1 de 2021, existia apenas o modelo de intermediação, mas a partir do lançamento da venda direta, a startup começou a ganhar um ritmo de crescimento bastante interessante. No último quarter registrado na apresentação, podemos verificar que foi atingido a marca de R$ 1 milhão de faturamento, frente á R$ 190k no mesmo período de 2020. Sem dúvidas o crescimento é bastante expressivo e chama a atenção, um ponto de preocupação é que com a venda direta o modelo ganha uma certa complexidade operacional e financeira, aumentando ainda mais o desafio para o negócio.

Modelo de negócios/Resultado
Impacto

Impacto

Um dado interessante e que faz total sentido para este tipo de negócio é mostrar de fato o que está gerando de economia e diminuição de desperdício. Como podemos observar, tanto o nível de economia financeira como a redução no lixo estão em patamares bastante interessantes, o que reforça a tese ESG que está por trás da startup. Olhando como investidor, visualizo que é um case que pode gerar bastante atratividade por diversos players do mercado, que pode levar a um exit no negócio.

Rodada

Estão buscando cerca de R$ 10 milhões no mercado com o objetivo de dar um próximo passo de maturidade do negócio e assim ganhar mais escala. A estratégia consiste em expandir a base de clientes e melhorar a eficiência logística, possibilitando uma exponencialização sustentável dos seus resultados. Para este montante, estão dispostos a diluir até 20% do cap-table, que daria um valuation de aproximadamente R$ 50 milhões. Por fim, sobre o round, metade desse valor estão captando via equity-crowdfunding e a outra metade estão buscando com players institucionais, tendo parte desta já sido commitada.

Rodada

Conclusão

Sem dúvidas é um negócio de forte apelo social e ambiental que consegue evidenciar com números o impacto que está proporcionando ao mercado, mas apenas esse viés não é suficiente para um negócio ser lucrativo e atrativo para investidores. Por isso, a startup vêm consolidando um modelo robusto e eficiente do ponto de vista operacional, que gera resultados atrativos.

Pegando um pouco dos highlights apresentados, destacaria o salto de faturamento que em 2020 foi de R$ 630k para R$ 2,6M em 2021, além da base de 27k clientes. Acredito que o momento agora exija uma estratégia avançada de growth para que crescimento desta base. Projetam um crescimento bastante agressivo para 2022, pensando atingir cerca de R$ 15M de faturamento, tendo em maio atingido cerca de R$ 350k de receita e mais de R$ 1,2M de GMV.

O negócio é complexo, tem algumas necessidades de CAPEX e bastante investimento em growth para ganhar volume e se tornar interessante, mas sem dúvidas tem um potencial gigante a ser explorado. Imagino inclusive que é um business que pode ter alta atratividade para potenciais compradores como varejistas e indústria que podem se interessar pela tese ESG alinhada a uma base interessante de compradores e bons resultados.

Para complementar, utilizei minha ferramenta de valuation para ter uma visão de “preço” do negócio. Considerando as características da startup, algumas premissas tomam um viés mais conservador, chegando ao seguinte resultado:

Valuation

Esse valuation é o pre-money, considerando o round de R$ 10M, o valuation post-money neste caso seria de R$ 68M, acima até ao valuation de R$ 50M que a startup está propondo. Essa diferença atribuo a um ajuste interessante que faria pela necessidade de CAPEX que o negócio exige e das margens da operação, mas me demonstra que o valor proposto pelo negócio está bastante atrativo. Caso queira testar ou utilizar a minha ferramenta, ela está disponível pelo link:

Considerando os aspectos apresentados, é um negócio que me chama bastante atenção e enxergo um enorme potencial de exit. Já investi através da Bossanova na SuperOpa e sigo acreditando na startup.

Desejo grande sucesso a todo time da SuperOpa em sua captação no site da SMU e quem desejar analisar mais detalhes ou até mesmo aportar nesta oportunidade, pode acessar o deal pelo link abaixo:

Lembrando, essa não é uma recomendação de investimento e é fundamental que você sempre realize as suas próprias análises antes da tomada de decisão.

Recomendação Técnica - Eleven Research

Em 2021 a empresa vendeu 14% da companhia levantando R$ 2,3 milhões que foram utilizados no aperfeiçoamento do centro de distribuição e no lançamento das pick-up stores. Considerando o faturamento de 2021, essa transação foi realizada em um múltiplo EV/Receita de 6,6x, em linha com os padrões internacionais. O valuation proposto nessa rodada de investimento implica em um múltiplo EV/Receita inferior a rodada de 2021 segundo nossas contas. Agora, considerando a estimativa da companhia de receita para 2022, o múltiplo pre- money seria de 4,6x.
Apesar dos riscos, acreditamos que a SuperOpa tem um modelo de negócio sustentável e em franco crescimento, já tendo se provado como boa alocadora de recursos na capitalização realizada em 2021 e ganhando escala para se aproveitar de sua alavancagem operacional para atingir o breakeven nos próximos anos. Portanto, recomendamos a entrada na oferta que pode ser realizada através da plataforma da SMU em https://smu.com.vc/oferta/superopa-2 por entendermos que as vantagens competitivas se refletem em possibilidades interessantes de saída futura do investimento, capturando os ganhos de escala da SuperOpa.
Lembramos sempre que o investimento em empresas em estágio inicial de desenvolvimento, early stage, deve representar um percentual reduzido do patrimônio total do investidor. Sugerimos no máximo 5% de alocação nesse tipo de ativo em um portifólio muito diversificado.

2. CINCO STARTUPS TO WATCH

Destaco ainda alguns negócios que me deparei recentemente e acredito que valem a atenção de todos:

1) Upik

Plataforma para contratação de projetos de design de interiores de forma digital e com menor custo.

2) Prota Games

Desenvolvedora de games NFT que recebeu aporte de R$ 14 milhões de investidores como Iporanga Ventures e Big Bets.

3) Blox

Tecnologia para construção de currículos acadêmicos de forma individualizada e inteligente para cada aluno.

4) SumUp

Startup de tecnologia financeira que visa modernizar toda a relação de pagamentos.

5) Talent Academy

Plataforma para gestão de pessoas e cultura dentro de corporações, com grande foco no desenvolvimento do profissional.

3. OVERVIEW DO MERCADO

Enfrentamos alguns dias de estabilidade, frente a algumas semanas que foram relativamente caóticas. As notícias de demissão e eventual crise no mercado de startups tiveram uma frequência reduzida e, por outro lado, novos veículos de investimento seguem surgindo. O primeiro exemplo foi o anúncio da Suzano, empresa bastante tradicional que divulgou o Suzano Ventures, estrutura de CVC que busca soluções do Pre-seed ao Series A e deve investir até R$ 350 Milhões.

A segunda notícia neste sentido e que eu gostaria de dar bastante destaque foi a divulgação da captação do fundo Headline, do meu amigo Romero Rodrigues, founder do tradicional portal Buscapé e posteriormente sócio da Redpoint, o FIP que foi distribuído pela XP Investimentos conseguiu mesmo com todo o burburinho do mercado levantar mais de R$ 900 milhões com a atração de mais de 12k investidores. Isto mostra o quanto o mercado de VC vem ganhando espaço na carteira de investimento de mais pessoas, e deixando de ser um produto apenas para grandes investidores institucionais.

Obviamente pelo risco desta classe de ativo, deve ser correspondente a uma pequena parcela da carteira de investidor e tem como público principalmente aqueles mais arrojados, mas diversos dados já evidenciam que a baixa correlação com outras classes de ativo, que mostra a importância de ser também uma estratégia de composição de portfólio importante.

Acredito que com o cenário de juros e momento, deve diminuir um pouco da velocidade de crescimento, mas sem dúvidas o espaço e horizonte de expansão ainda são enormes, que deve originar ainda muita liquidez para o mercado.

Bons investimentos para todos e até a próxima semana.

4. PITCH REACT

Quer mais conteúdo em outro formato? Se ainda não conhece e para todos aqueles que já acompanham, não deixe de assistir ao PITCH REACT no meu canal.

Semanalmente as quartas à noite serão apresentados novos vídeos, meu objetivo é mostrar como eu reajo a apresentações de diferentes startups.

A ideia é que, ao mostrar os erros e acertos dos empreendedores – e um pouco da visão do investidor diante deste tipo de apresentação, quem esteja assistindo consiga absorver os aprendizados que precisa para inserir na sua própria jornada.

Se você não quer perder nenhum episódio, não se esqueça de se inscrever no meu canal e ativar as notificações!

Assista ao último vídeo: https://youtu.be/11QsARRKm1c

Se você é uma startup e quer ser analisada e/ou aparecer aqui e ser analisada no The STARTUP Analysis:

Se você é uma startup e quer aplicar para a possibilidade de receber investimento na Bossanova:

Quer ler as ANALISES anteriores:

Esse Report não é uma recomendação de investimento e muito menos pedido de investimento. Antes de investir em Startups é importante observar os altos riscos envolvidos, verificar a legislação e a regulação vigente. Da mesma forma, antes de realizar qualquer investimento, sempre faça as suas próprias análises.