Maxbot

Olá amigos e amigas que acompanham os meus conteúdos!

Essa semana estou em Miami para participar do VC Latam Summit. E olha que interessante, aqui foi uma cidade que sofreu uma certa transformação nos últimos anos, principalmente impulsionada pela pandemia, onde diversas empresas tech migraram para a região que oferta menores impostos e custos para as companhias e seus colaboradores. Diversos agentes do mercado local apostam que a região muito em breve se consolidará como o próximo “Vale do Silício”, se tornando um importante centro de inovação e empreendedorismo. Qual a importância deste incentivo? Além da geração de impostos com a receita destas empresas, o mercado tech emprega pessoas de alto nível técnico e, consequentemente, pagam alta remuneração. Com este fluxo migratório é esperado que renda média local se eleve, movimentando ainda mais a economia, que pode levar a um maior desenvolvimento para todos os habitantes da região.
No Brasil, ainda temos uma grande concentração de negócios Techs em São Paulo, mas temos diversas cidades espalhadas pelo país que vêm se tornando grandes referências quando o assunto é startup. É muito importante que isso cada vez mais evolua, pois o desenvolvimento deste tipo de negócio, como falei acima, pode levar a um aumento da renda local como um todo. Além disso, um ponto que sempre frisei é que bons negócios estão em todo o país e, por isso, olhar para investimentos apenas nos grandes centros pode fazer com que você perca diversas oportunidades ou “pague caro” apenas pelo fator localização.
Encontrar boas startups, ou seja, fazer o que os fundos chamam de screening, nem sempre é uma tarefa fácil, ainda mais olhando para todo o Brasil. Neste sentido, é importante ter bastante relacionamento com o ecossistema e estar atento aos portais certos. Para ajudar um pouco, uma das seções do The Startup Analysis é justamente um destaque para 5 startups que me chamaram a atenção recentemente e que vale uma atenção dos leitores.
Nesta edição, farei a análise do pitch deck da startup Maxbot, que está com rodada de captação aberta na plataforma de equity crowdfunding Captable.
Como sempre gosto de ressaltar, minhas análises aqui não são recomendações de investimento, assim como o fato de o João Kepler dizer que não investiria, não significa que a Startup não é “investível”. Meu foco é trazer educação e novidades dentro do ecossistema de startups.

Abraço e boa leitura.

1. ANÁLISE DECK

STARTUP: Maxbot

A Maxbot é a plataforma que busca otimizar todo o processo de atendimento ao consumidor em uma companhia. Sua missão é melhorar a experiência para o usuário na ponta e ainda reduzir o custo total para a companhia através de uma melhor gestão do processo.

Problema

As formas tradicionais de atendimento são operações custosas e complexas, que muitas vezes são ineficientes. Além disso, os processos muitas vezes são pouco gerenciáveis e não geram dados e métricas para que os gestores possam coordenar da melhor maneira. São justamente estes aspectos que a startup apresenta como problema a ser resolvido pautando principalmente na dificuldade de gerenciamento e controle das operações de atendimento em WhatsApp. Esse problema é relevante, mas existem diversas soluções no mercado que se pautam para o mesmo, é um case que é interessante avaliar como irá se diferenciar da concorrência.

Problema
Mercado

Mercado

Apresentam como o potencial de mercado o número de empresa que utilizam do WhatsApp business, nicham neste público pois são os maiores utilizadores de plataformas de atendimento. Acho interessante essa visão do mercado que mostra essa amplitude, mas dois pontos me chamaram a atenção: Primeiro a falta de fonte sobre o informado e segundo uma maior segmentação de como a startup irá conquistar esse mercado. Apresentar desta forma muito ampla deixa diversas dúvidas para o investidor sobre o foco e a forma de crescimento que o negócio irá seguir.

Concorrentes

Não trouxeram no deck muitas informações sobre a solução, mas apresentaram este quadro comparativo com diversos concorrentes. Uma dica para sempre analisar este tipo de quadro sempre entenda a relevância do diferencial, em vários casos a startup coloca uma função que gera pouco valor, mas que a concorrência não possui e coloca isso como diferencial. Na prática, a diferenciação deve acontecer por fatores relevantes. Sobre a análise da Maxbot, os principais pontos que me chamaram a atenção foi o fator de serem uma API oficial e o app para atendimento mobile, que realmente vejo como um ponto relevante frente aos demais players.

Concorrentes
Modelo de Negócio

Modelo de Negócio

O modelo de negócios é simples, basicamente cobram uma assinatura variável de acordo com o número de usuários. Os preços variam de R$ 187 a R$ 507 por mês, um ticket que apesar de não muito baixo, vai trazer o desafio do volume de clientes para ganhar um nível interessante de faturamento. Este tipo de modelo tem um ponto favorável quanto a sua simplicidade, faz muito sentido para negócios em estágio inicial.

Resultados

A startup trouxe em seu deck alguns números relativos à sua operação. Olhando inicialmente às métricas, a relação LTV/CAC me parece interessante, conseguindo ter uma boa rentabilidade com os clientes adquiridos, entretanto, não é uma métrica que está extremamente elevada e reforça o ponto da necessidade de volume de clientes para que a startup atinja um elevado nível de resultados. Em relação ao churn, o valor é ok, visto que o tamanho da base de clientes e o ticket médio, até 5% de taxa de cancelamento é razoável. Sobre o faturamento, aqui segrego a análise em dois momentos: Quando olhado de 2020 para 2021 a startup teve um ritmo de crescimento extremamente interessante, dando um salto rápido logo nos primeiros meses, porém, a partir do 2º semestre o resultado estabilizou e desde então parou de ter uma tendência de crescimento. Esse fator me chama muita atenção, é preciso entender o que aconteceu para frear este crescimento.

Resultados
Time

Time

Os founders do negócio têm certa complementariedade, o CTO que em empresas tech é peça chave, tem uma participação relevante e o CEO aparente ser um insider do problema que busca resolver. Apesar de não terem apresentarem experiência empreendedora prévia, o time parece ter bastante conhecimento para o business que estão operando. Por fim, trazem no deck a participação da FCJ no captable, esta é uma das venture builders de maior reconhecimento no Brasil, que apoiam em estágios iniciais do negócio.

Rodada

A rodada está visando captar R$ 1,5M diluindo 10% da empresa, ou seja, aplicando um valuation R$ 15M. Basicamente a rodada se pauta em operações, produto e comercial/marketing. Estão em um momento de negócio que os investimentos acabam sendo mais diversificados, pois ainda existem gargalos de produto, mas também é preciso ter um foco na venda para escalar a solução.

Rodada

Conclusão

O modelo de negócios e o tipo de solução me atrai bastante a atenção, gosto de empresas que no estágio inicial ainda não buscam grande complexidade, mas partem pelo caminho simples de resolver uma dor do mercado. A dor é relevante e o mercado é significativamente grande, mas por outro lado traz uma preocupação em relação aos concorrentes já bem estabelecidos. Os diferenciais apesar de existirem, na minha visão não são os pontos cruciais que irão interferir na tomada de decisão do consumidor, então inevitavelmente o negócio terá que investir bastante em marketing e vendas para aumentar sua base.

Este tipo de solução tem um alto potencial de escalabilidade, talvez a saída para o gargalo comercial seja a busca por parceiros que potencializem a venda e consigam reduzir este custo de aquisição. Um ponto que me preocupou é que a utilização para ferramentas de atendimento como WhatsApp vêm em expansão nas empresas e mesmo assim a empresa não conseguiu ter um crescimento significativo nos últimos meses.

Para me basear na conclusão, utilizei a minha ferramenta de cálculo de valuation, que parte de parâmetros qualitativos e quantitativos, a partir de informações que encontrei na página do deal, para chegar a uma aproximação do valor do negócio. Fazendo o cálculo para Maxibot, cheguei ao seguinte resultado:

Esse valuation é o pre-money, considerando o round de R$ 1,5M, o valuation post-money neste caso seria de R$ 13,5M, 10% de desconto em relação ao valuation de R$ 15M que a startup está propondo. Neste caso, não é uma diferença muito significativa, cabendo ao investidor fazer a sua própria avaliação. Caso queira testar ou utilizar a minha ferramenta de forma GRATUITA, ela está disponível pelo link:

https://valuation.sme.com.br/#/home

Desejo grande sucesso a todo time da Maxbot em sua captação via Captable e quem desejar analisar mais detalhes ou até mesmo aportar nesta oportunidade, pode acessar o deal pelo link abaixo:

https://captable.com.br/projects/maxbot

Lembrando, essa não é uma recomendação de investimento e é fundamental que você sempre realize as suas próprias análises antes da tomada de decisão.

2. CINCO STARTUPS TO WATCH

Destaco ainda alguns negócios que me deparei recentemente e acredito que valem a atenção de todos:

1. Cignifi

Analytics de crédito e marketing através da análise de dados não tradicionais, como pro exemplo os de telefonia móvel.

2. Bornlogic

Plataforma que permite a vendedores tradicionais se inserirem no mercado omnichannel através da realização de campanhas.

3. Destra

A empresa traz ao mercado o modelo LaaS, licenciamento como serviço. A finalidade é facilitar todo o processo para marcas e indústria deste ecossistema.

4. Digitra.com

A startup busca trazer para o mercado brasileiro todo um ambiente de negociação de criptoativos globais.

5. Resolvvi

Plataforma para resolução de problemas jurídicos envolvendo direito do consumidor, entregando para o usuário a facilidade de um processo judicial.

3. OVERVIEW DO MERCADO

O momento de turbulência vem se consolidando cada vez mais, parece que toda semana um CEO diferente resolve escrever uma carta para falar sobre as dificuldades que iremos enfrentar. Essa semana, por exemplo, foi a vez da Snap, que não conseguiu entregar um crescimento esperado e o CEO ainda alertou para que sejam paralisadas contratações e novos gastos, com isso, no mesmo dia a ação desabou. Do lado dos investidores, o status é de cautela, ainda existe uma grande liquidez no mercado, que agora toma uma postura de maior diligência para realização de seus deals e provavelmente veremos menos casos de múltiplos esticados e valuations surreais. O horizonte de investimento em Venture Capital é de longo prazo e bons aportes que agora conseguem ser realizados em valuations menores, visam uma liquidez em pelo menos mais três anos, contexto em que provavelmente já teremos o mercado em um cenário mais otimista, ou seja, aqueles que agora estão com caixa, possuem a oportunidade de obter os melhores retornos.

Para falar de coisa boa, tivemos mais um anúncio de empresa entrando com cheques pesados neste ecossistema, desta vez foi a vez da Ânima educação, que anunciou um fundo de R$ 150 milhões para alocação em startups, o que mostra a existência de liquidez disponível e o quanto cada vez mais as empresas tradicionais estão se inserindo no contexto da inovação.

Por fim, como comentei no inicio deste texto, estou em Miami para participar do VC Latam Summit, evento que reúne os principais investidores de startup de toda a américa latina, muita coisa interessante será discutida entre hoje e amanhã, com certeza trarei maiores informações aqui nesta seção na próxima semana.

4. PITCH REACT

Quer mais conteúdo em outro formato? Se ainda não conhece e para todos aqueles que já acompanham, não deixe de assistir ao PITCH REACT no meu canal.

Semanalmente as quartas à noite serão apresentados novos vídeos, meu objetivo é mostrar como eu reajo a apresentações de diferentes startups.

A ideia é que, ao mostrar os erros e acertos dos empreendedores – e um pouco da visão do investidor diante deste tipo de apresentação, quem esteja assistindo consiga absorver os aprendizados que precisa para inserir na sua própria jornada.

Se você não quer perder nenhum episódio, não se esqueça de se inscrever no meu canal e ativar as notificações!

Assista ao último vídeo: https://youtu.be/11QsARRKm1c

Se você é uma startup e quer ser analisada e/ou aparecer aqui e ser analisada no The STARTUP Analysis:

Se você é uma startup e quer aplicar para a possibilidade de receber investimento na Bossanova:

Quer ler as ANALISES anteriores:

Esse Report não é uma recomendação de investimento e muito menos pedido de investimento. Antes de investir em Startups é importante observar os altos riscos envolvidos, verificar a legislação e a regulação vigente. Da mesma forma, antes de realizar qualquer investimento, sempre faça as suas próprias análises.